"PAGAMOS ENERGIA PARA GERAR LIXO " | Futuro da Economia

"PAGAMOS ENERGIA PARA GERAR LIXO "




"PAGAMOS ENERGIA PARA GERAR LIXO "


No rastro da mudança de cada realidade mudam-se também os fundamentos e conceitos. Em economia um dos seus mais eternos fundamentos  será destroçado pela realidade que se pronuncia em um futuro bem próximo:  "Os recursos são escassos e as necessidades infinitas". Mas como ? se pagamos energia para gerar lixo ! 

Há um absurdo nessa máxima; sendo escassos os recursos, as necessidades devem ser comedidas. É uma lógica fechada!. Cada pessoa produz em média um quilo de lixo por dia sem a mínima preocupação de que o mundo produtor  de alimentos sofre com o permanente aumento do rigor e da frequência das estiagens. A FAO estimou em 2018 um crescimento de 20% da produção mundial de grãos em 10 anos e a população, em contra partida, deverá crescer em um bilhão de pessoas, em torno de 15%.

Como não existe grau de elasticidade na produção agrícola cabe à população mundial tender para um comportamento de cautela em consumir, precavendo-se dessa forma contra os sinais reais dos desastres naturais e as suas consequências. Esses sinais, é bom salientar, apontam para possíveis crises de abastecimento e deflagrarem uma explosão inflacionária com a quebra de todos os mercados, Com esse quadro, fatalmente a estabilidade da estrutura social se desestabilizará e entraremos, aí sim, em tempos mais difíceis.    













POLITICA DE PRIVACIDADE
Futuro da Economia | Todos os direitos Reservados | Desenvolvido por RIOBRASIL